"Palavras, palavras, palavras" tema de Hofmannsthal

Autores

  • João Guilherme Siqueira Paiva Universidade Federal do Rio de Janeiro

Palavras-chave:

retórica, renascimento, Hofmannsthal

Resumo

Enquanto arte, moral e verdade eram reconhecidas como equivalentes, havia uma tranquila ordenação das formas literárias. A partir do Renascimento, desenvolve-se a sacralização e investigação do mundo terreno e, consequentemente, tem início o processo de separação das três categorias, abrindo um problema perturbador. Francesco Petrarca apaixona-se e, ao mesmo tempo, renega o estilo retórico, deixando clara a ruptura entre o belo e o verdadeiro. Posteriormente, Charles Baudelaire elevará a arte acima das demais categorias, com uma atitude de esteta diante da verdade. Finalmente, a aparição de Hugo von Hofmannsthal, na virada do século XIX para o XX, significaria o ápice dessa crise, tão dramática, que o obriga escrever uma carta fictícia justificando seu abandono da literatura, das palavras, por não conseguir encontrar, em nada disso, qualquer conteúdo verdadeiro.

Downloads

Publicado

2018-06-30

Edição

Seção

Volume 5, número 1